Mare Ossos Tellus

Teresa Segurado Pavão, a artista e autora das 25 peças, apresenta obras em barro branco puro e com vidrados transparentes que integram ossos recolhidos no campo e na praia e fixados em algumas peças com elementos em prata.

Até 2 de outubro,
de terça a domingo, das 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00, última entrada às 17:30
Museu Nacional do Azulejo, Rua da Madre de Deus, 4
Autocarros:
28, 718, 742, 794, e 759
Entradas: 5 euros. 

Como o nome deixa adivinhar, as peças cerâmicas desta mostra são compostas por ossos.

Teresa Segurado Pavão, a artista e autora das 25 peças em exposição no Coro Alto do antigo Convento da Madre de Deus, apresenta obras em barro branco puro e com apontamentos vidrados transparentes que integram ossos recolhidos no campo e na praia e fixados em algumas peças com elementos em prata.

A ligação dos materiais dá origem a objetos envoltos em grande espiritualidade, entrando num contexto de perfeita harmonia com espaço barroco onde se encontram.

 

Detalhes