Seja bem-vindo ao novo site Visit Lisboa.

Nas próximas semanas estaremos a trabalhar em tempo real para afinar vários novos elementos. Algumas questões com as páginas poderão surgir. Obrigada pela sua compreensão.

X X

Canal Lisboa pages are only available in Portuguese

X

Chegar a Lisboa

Há muitas maneiras de chegar a Lisboa e todas elas são fáceis de seguir. Com o aeroporto a poucos minutos do centro da cidade; estações ferroviárias que recebem ligações internacionais e vários portos para navios de cruzeiro, há muitas opções para entrar na capital de Portugal. Se preferir vir de carro, tem excelentes acessos a partir de vários pontos da fronteira com Espanha, de norte a sul do país.


Avião

Aterra no aeroporto internacional de Lisboa, que fica a uns meros 7 kms do centro da cidade. As principais companhias aéreas internacionais voam para cá, e, a apenas 3 horas de voo das principais capitais europeias, é muito fácil chegar.

Airport Block

Aeroporto Humberto Delgado


 + 351 218 413 000

  www.aeroportolisboa.pt

 Alameda das Comunidades Portuguesas, Lisboa, Portugal

De Comboio

É igualmente simples chegar ao centro da cidade. Composições nacionais e internacionais chegam todos os dias a Santa Apolónia, muito próxima de todos os bairros tradicionais e do Terreiro do Paço. Mas se quiser juntar uma experiência arquitetónica única à sua chegada, opte por ficar na Gare do Oriente, onde as linhas de Calatrava impressionam até quem por lá passa todos os dias.

Barco

Quem chega de barco à cidade, tem uma das melhores vistas de Lisboa – a do rio – e pode atracar em 3 lugares distintos, todos eles próximos do centro. Se vier num navio-cruzeiro, pode ficar em Alcântara, na Rocha Conde de Óbidos ou em Santa Apolónia. Se vier a velejar no seu barco, existem várias marinas ao subir o rio onde pode descansar. 

Carro

As melhores formas de entrar em Lisboa são a A1 e a A2, com ligações nacionais e internacionais em alguns pontos do trajecto. A paisagem é belíssima e a mobilidade na região compensa as horas de condução. Afinal, há mais em Lisboa que a cidade.