Canal Lisboa pages are only available in Portuguese

X

Vinho

A região de vinhos portuguesa mais fresca e entusiasmante neste momento é a de Lisboa. Depois dos sucessos internacionais absolutos que o Douro e o Alentejo conseguiram conquistar, é em Lisboa que se encontram agora as maiores experiências e novas surpresas. Ao cruzar as castas tradicionais portuguesas: além da famosa Touriga Nacional, a Tinta Roriz e Touriga Franca – nos tintos; e o Arinto, Encruzado e Alvarinho – nas brancas; com Chardonnay e Cabernet Sauvignon; têm-se conseguido resultados que entusiasmam os mais conhecedores.
Existem várias denominações de origem na região, com caraterísticas completamente diferentes. O Moscatel de Setúbal tem fãs espalhados pelo mundo inteiro, sendo um vinho generoso de referência. Enquanto Bucelas ainda produz brancos que já a corte inglesa apreciava; Colares e Carcavelos têm uma produção quase residual, mas com grande interesse histórico. Marque uma visita às várias adegas da região para conhecer um pouco melhor estes vinhos entusiasmantes.

 


Setubal
0

Saiba mais sobre a casa do vinho mais doce de Lisboa. O Moscatel de Setúbal é uma instituição nacional tão apreciado no país como no estrangeiro.


Palmela
0

Conheça a região de vinhos mais empolgante de Lisboa. Com referências premiadas a nível internacional e várias adegas inovadoras, os vinhos de Palmela são um excelente surpresa.


Carcavelos
0

Prove um dos vinhos mais raros de Portugal. Perfeito para finalizar uma refeição especial ou para provar numa tarde de passeio por esta área de Lisboa.


Colares
0

Experimente um vinho de Lisboa como nunca provou, com todo o caráter conferido por uma região única e especial. O Vinho de Colares merece uma visita à terra que o produz.


Bucelas
0

Conheça um dos vinhos portugueses mais antigos do mundo. Feito a partir da casta Arinto, tem um aroma único, próximo dos Riesling alemães. Perfeito para beber fresco numa tarde quente.


Ginjinha
0

Peça a bebida típica de Lisboa, que lhe aquece o corpo e alma de noite e dia. Vale a pena percorrer todas as capelinhas, ou melhor, as várias tasquinhas que a servem, para escolher a sua.